Perguntas Frequentes

Bem-vindo à nossa página de Perguntas Frequentes! Preparamos diversos tópicos de interesse para você, nosso amigo e cliente, para que sinta-se seguro e confiante em relação aos nossos produtos e serviços.

Caso tenha alguma pergunta não respondida ou outra duvida entre em contato.

Características técnicas rede de proteção

Está e uma pergunta frequente da mais procurada.

A rede de proteção Equiplex® deve ser limpa apenas com água e sabão neutro. Não é recomendada a utilização de qualquer outro tipo de produto abrasivo ou químico.

Uma análise técnica da rede de proteção deve ser realizada a cada 3 anos de uso por uma empresa especializada em instalação de redes de proteção.

Caso seja necessário remover a rede de proteção para a realização de serviços na sacada, janela, piscina, etc., recomendamos solicitar o auxílio de uma empresa especializada em instalação de redes de proteção.

A identificação da Fita de Autenticidade com a marca Equiplex® deve ser realizada antes da instalação do produto. A Fita de Autenticidade é projetada para ser localizada nas fileiras horizontais a cada 10 malhas (ou seja, 10 losangos na altura da rede), permitindo que o consumidor identifique a marca Equiplex® independentemente de como a rede for cortada pela empresa que fará a instalação.

Em 1976, o município do Rio de Janeiro, para evitar a repetição do chamado “paredão de Copacabana”, estabeleceu novas regras para a construção de edifícios residenciais. Essas regras exigiam que todas as novas construções tivessem varandas, deixando de ser simples caixotes sem estética e desumanos.

As novas construções passaram a utilizar o slogan publicitário: “as varandas voltaram!”. Dessa forma, a cidade do Rio de Janeiro tornou-se mais bonita e humana. De acordo com o Regulamento de Zoneamento, através do Decreto nº 322/76, todas as varandas não podiam ser fechadas ou envidraçadas, mesmo parcialmente, sendo o condomínio responsável por cumprir essa proibição, conforme disposto no parágrafo 9º do Art. 144 do decreto.

No entanto, essas novas varandas, apesar de trazerem humanização e beleza aos edifícios, também acarretaram problemas de segurança para as crianças. Assim, surgiram as redes de proteção! Originalmente utilizadas na pesca, essas telas evoluíram tecnologicamente e passaram a ser usadas como proteção para crianças, garantindo segurança sem comprometer a harmonia arquitetônica dos edifícios. Além disso, podiam ser removidas a qualquer momento, proporcionando uma solução prática e eficaz.

Para melhor orientar nossos clientes sobre as diferenças entre os materiais, extraímos informações técnicas da Enciclopédia Delta Larousse. Entenda por que escolher a rede de Polietileno da RDX Redes de Proteção, é comprovadamente tratada contra raios ultravioleta e impermeabilizada:

“…As principais propriedades mecânicas do Nylon são superiores às da seda natural: um fio de Nylon de igual seção tem a mesma resistência à tração e é sete vezes menos pesado. A resistência do Nylon ao desgaste é também considerável. Além da sua aplicação generalizada em artigos de vestuário, o Nylon é utilizado na confecção de paraquedas e cordas resistentes, bem como em artigos industriais, como pneus e correias transportadoras.”

No entanto, a rede de Polietileno da RDX Redes de Proteção se destaca por ser tratada contra raios ultravioleta e impermeabilizada, garantindo durabilidade e segurança superiores, especialmente em condições externas.

Ainda não existe uma lei federal específica sobre a colocação de redes de proteção em condomínios. Entretanto, essa prática já se tornou comum, pois cumpre sua função de forma eficaz, a baixo custo, sem alterar significativamente a fachada dos edifícios ou agredir o estilo arquitetônico das construções.

Abaixo, reproduzimos um trecho da Lei do Condomínio e o comentário do advogado Luiz Fernando Queiroz, especialista em Direito Imobiliário:

Lei do Condomínio, Art. 10: “É defeso a qualquer condômino: I. Alterar a forma externa da fachada; II. Decorar as partes e esquadrias externas com tonalidades ou cores diversas das empregadas no conjunto da edificação (…)”

Comentário de Luiz Fernando Queiroz: “No Brasil, graças à Lei do Condomínio, as fachadas dos nossos edifícios são razoavelmente uniformes e bonitas, sem anúncios comerciais. As exceções visíveis são prédios de um dono só, que não estão obrigados a obedecer à Lei 4591/64, permitindo que seus ocupantes deem um aspecto pitoresco às fachadas.

A resposta do Poder Judiciário em relação à colocação das redes de proteção nas sacadas, visando evitar que crianças caiam dos apartamentos, tem sido de bom senso e critério. Coloca-se o fator segurança em primeiro lugar. Ou seja, tem-se decidido que a colocação deste produto não constitui alteração de fachada. No confronto entre uma pequena variação estética e a grande utilidade da rede como proteção à vida de uma criança, prevalece, sem dúvida, esta última hipótese.”

Revisão 11/07/2024.

Cada lateral da malha (losango) da rede possui as dimensões de 5 cm x 5 cm. Essa medida atende às exigências da Norma Brasileira ABNT NBR 16046, garantindo que o produto vendido esteja dentro das normas de segurança estabelecidas.

A garantia das redes de proteção Equiplex® cobre defeitos de fabricação por 3 anos. A vida útil do equipamento pode chegar a até 5 anos, proporcionando durabilidade e segurança prolongadas.

As redes de proteção Equiplex® são projetadas para suportar uma carga de impacto de 600 Joules, garantindo alta resistência a impactos. Além disso, cada malha (losango) é projetada para resistir a pelo menos 50 kgf de tração, assegurando robustez e segurança em sua aplicação.

Aqui nas perguntas frequentes esta é uma das mais visualizadas.

 

Não há um momento ideal definitivo para instalar redes de proteção, pois os hábitos variam entre as famílias. Recomendamos uma análise pessoal considerando alguns fatores de avaliação de risco:

  • Os pais estão constantemente supervisionando a criança?
  • A criança passa muito tempo em casa?
  • As janelas/varandas são baixas ou representam alto risco?
  • As aberturas têm vista para áreas como playgrounds, piscinas, escolas, ou outros locais que possam atrair a atenção da criança?
  • A criança é agitada?
  • Quando juntas, as crianças tendem a ser mais expansivas e propensas a brincadeiras arriscadas? Outras crianças frequentam o local?
  • Há piscina ou escada em casa?

Observação: Mesmo crianças mais velhas podem não ter plena noção dos perigos e, em momentos de pânico, podem não reagir adequadamente.

Em caso de dúvidas, lembre-se: não vale a pena correr riscos. Tome todas as precauções necessárias para garantir a segurança do seu filho. A vida humana é extremamente valiosa.

Sabia que a maioria dos acidentes envolvendo crianças ocorre dentro de casa?

As redes de proteção Equiplex® que instalamos são fabricadas pela Equipesca, uma empresa com 50 anos de experiência e pioneira na fabricação de redes de proteção no Brasil. Para saber mais sobre a Equipesca, visite o site deles.

Gostaríamos de explicar o motivo da cobrança pelos serviços de reinstalação de redes de proteção.

Muitos clientes removem suas redes de proteção por diversos motivos, como envidraçamento de varanda, manutenção de ar condicionado, serviços de pintura, impermeabilizações e retrofit de fachada.

Para reinstalar as redes, é necessário cobrar um valor mínimo pelos serviços. Recebemos inúmeros pedidos desse tipo e, se atendêssemos a todos sem cobrar, a empresa poderia ter prejuízos, pois são utilizados recursos como materiais, mão-de-obra e combustível para executar essas operações. Além disso, ao alocar nossa mão-de-obra para esses pequenos serviços, deixamos de realizar novas instalações.

Quando a RDX Redes de Proteção realiza a instalação das redes, oferecemos garantia do produto e da instalação. É importante destacar que a garantia não cobre a remoção voluntária do produto. Não temos responsabilidade contínua de realizar reparos sempre que o cliente remover o produto para qualquer finalidade sem a devida cobrança.

Agradecemos pela compreensão e estamos à disposição para esclarecer qualquer dúvida adicional que possa surgir.

Na RDX Redes de Proteção, jogamos limpo com nossos clientes e esclarecemos todos os detalhes de forma transparente.

Alguns clientes nos procuram perguntando sobre o selo do INMETRO, muitas vezes com uma ideia preconcebida que receberam de outras empresas ou da internet. É importante esclarecer que atualmente não existe um selo do INMETRO para redes de proteção. Esta informação pode ser verificada diretamente no site do INMETRO. Portanto, qualquer empresa que alegue ter esse selo está enganando seus clientes desde o início. Fique atento a esses casos e aos aproveitadores de desinformação.

Algumas empresas na Grande Florianópolis utilizam indevidamente o logotipo do INMETRO em seus sites e materiais de propaganda, o que configura uma fraude.

O que existe de fato é uma norma para a instalação de redes de proteção estabelecida pela ABNT, e você pode obter mais informações sobre isso no site da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Além disso, nossos produtos contam com uma fita de autenticidade que garante ao consumidor a marca do fabricante da rede de proteção, assegurando a procedência, segurança e os testes exigidos.

 

Revisado 11/07/2024

 

WhatsApp Orçamento agora